• Trigo, o vilão da modernidade

    Publicado em 3-fevereiro-2014 por mansur em Artigos e Notícias.
    Imagem: benis979

    Imagem: benis979

    Sobrepeso e obesidade não são provocadas pelo açúcar, nem mesmo pela gordura e muito menos pelo abandono do estilo de vida rural. O vilão número um da vida saudável é o trigo geneticamente modificado, transgênico. É o que afirma o médico cardiologista norte-americano Willian Davis em Barriga de Trigo, Martins Fontes. Especialista em Medicina Preventiva, ele é diretor de um programa on-line de prevenção de cardiopatias.

    Cáustico, o cardiologista admite que a sua tese pode parecer tão absurda quanto dizer que o ator e ex-presidente da República dos EUA Ronald Reagan, defensor do neoliberalismo, seria comunista. O autor ilustra seu conceito lembrando que os álbuns de família de antigas gerações, como a de nossos bisavós, avós e pais, mostravam homens com 80 centímetros de cintura e e mulheres magras, manequim 38. A obesidade era rara, aponta.

    “Hoje, correr cinco quilômetros virou hábito, mas apesar disso, estamos cada vez mais gordos.”

    Ele denúncia na obra, em linguagem didática, os grãos geneticamente modificados, cuja principal proteína é o glúten. “O cereal mais popular do mundo é também o produto alimentício mais destrutivo”, observa. Pesquisas científicas recentes apontam os males reais do trigo, dispara. O trigo transgênico estimula ainda mais o apetite, a exposição do cérebro às exorfinas, picos exagerados de açúcar, além da glicação, responsável pelo envelhecimento e distúrbios imunológicos, frisa.

    “O consumo do trigo transgênico produz transtornos neurológicos, diabetes, doenças cardíacas, artrites e até delírios esquizofrênicos.”

    Conselhos
    Não devemos seguir o conselho de “comer mais cereais integrais porque é saudável”, insiste Willian Davis. O médico garante que a eliminação do produto e seus derivados, como pães, bolos, doces, biscoitos, roscas, massas, lasanhas, pizzas, etc, pode reduzir a barriga, a gordura abdominal, um dos maiores riscos à saúde do homem e da mulher, em até 25 quilos. “Se você está com sobrepeso, pré-diabetes, pressão alta e colesterol elevado, dê adeus ao trigo”, diz, animado.

    “Com o padrão civilizatório atual, a obesidade foi democratizada: atinge todas as classes sociais.”

    Para ele, a chamada “barriga de cerveja”é a “barriga de trigo”. Registro: ela é vista ainda em crianças, homens, mulheres, jovens e idosos que não ingerem álcool. O trigo pode atingir os intestinos, o fígado, o coração e até o sistema nervoso, atira. A barriga de trigo, avalia, é a deposição de gordura ingerida dos alimentos que acionam a insulina, hormônio responsável pelo armazenamento de gordura. Não somente sedentários, mas atletas também estão gordos, arremata.

    “Foi-se o tempo em que um indivíduo de 110 quilos era uma raridade. Hoje é algo comum. Os EUA foram contaminados pela obesidade num grau jamais visto na experiência humana.”

    É que nos Estados Unidos, explica Willian Davis, as refeições e lanches incluem alimentos feitos com farinha de trigo transgênico, geneticamente modificado. Seja no prato principal ou no acompanhamento e mesmo na sobremesa. “A proliferação dos produtos à base de trigo corresponde à expansão da cintura”, destaca. Ele afirma que o diabetes pode ser curado com a exclusão da alimentação de carboidratos como o trigo.

    “É que o trigo geneticamente modificado não tem paralelo entre os grãos modernos em sua capacidade de se converter em glicose no sangue.”

    A eliminação do trigo irá deixa-lo mais esguio, esperto, ágil e feliz, crê o especialista em prevenção. Entusiasmado com as suas experiências e resultados de tratamentos em seus pacientes, ele garante que a perda de peso ocorrerá em alta velocidade. “Você perderá a gordura da barriga”, promete. Mas a tarefa não é nada fácil. É preciso efetuar um corte radical nas refeições. Nada de pães, roscas, bolos, croissants, massas, espaguetes, lasanhas, penne, macarrão integral, talharim…

    “Com a exceção dos produtos de higiene e limpeza, é difícil mesmo, hoje,encontrar uma prateleira no supermercado que não tenha produto de trigo”, admite. Willian Davis informa em Barriga de Trigo que o trigo constitui, hoje, 20% de todas as calorias consumidas no mundo. Detalhe: é um inegável sucesso financeiro. Alimentos preparados com trigo tornam-se norma, analisa. Para o desjejum, almoço, lanche e jantar.

    Leia a continuação da reportagem no Diário da Manhã.

Comments are closed.