• A Importância do Cálcio na Nutrição

    Publicado em 23-março-2009 por mansur em Direto do Doutor.

    A Importância do Cálcio na Nutrição

    Fonte: Revista Today #83, abril de 2005
    Autor: Dr. Nataniel Viuniski – NAB Herbalife Brasil

    O cálcio, além de ser o principal constituinte dos ossos, é um mineral fundamental para a manutenção de várias funções do organismo, como a contração muscular, coagulação do sangue, transmissão dos impulsos nervosos e secreção de hormônios. Ossos e dentes armazenam 99% do total de cálcio presente no corpo. O resto circula no sangue.

    É necessário que os níveis sanguíneos de cálcio se mantenham em patamares seguros e específicos, para realizar suas funções. Se houver deficiência desse mineral na alimentação, o organismo terá que mobilizar suas reservas.

    Os ossos funcionam como o grande reservatório de cálcio, além de sustentarem e protegerem o corpo. A falta de cálcio na dieta pode fazer com que o organismo retire-o dos ossos para manter seus níveis no sangue em equilíbrio.

    Dietas deficientes em cálcio estão associadas ao rareamento e estreitamento do tecido ósseo, conhecido como osteoporose.

    À medida que envelhecemos, é natural que os ossos se enfraqueçam. Logo, teoricamente, todos nós corremos o risco de desenvolver osteoporose. E determinados fatores podem acelerar este processo.

    Após a menopausa, a chance de desenvolver osteoporose aumenta para quase todas as mulheres.
    Certas características do estilo de vida, como hereditariedade ou fatores clínicos, podem aumentar ainda mais esse risco.

    O fumo, o álcool e falta de atividade física também interferem negativamente na capacidade do corpo de manter ossos fortes e saudáveis.

    As necessidades diárias de cálcio variam de pessoa para pessoa e em diferentes períodos da vida.
    Atualmente o nível recomendado de cálcio na dieta de adultos é em torno de 1.000mg/dia.

    Na criança saudável, as necessidades costumam ser bem atendidas com um consumo diário de cerca de 800mg de cálcio, que devem vir, exclusivamente, da alimentação.
    No final da adolescência e no início da vida adulta, o ideal é que o consumo de cálcio seja em torno de 1.300mg/dia. Uma oferta extra de cálcio, ajuda  a aumentar a densidade do osso e protege contra perdas de massa óssea na terceira idade.

    É preocupante a constatação de que nessa faixa etária, o consumo de leite e derivados venha diminuindo dando lugar ao consumo de refrigerantes.

    Na gravidez e lactação, quantidades iguais ou maiores que 1.500mg/dia são necessárias para manter o equilíbrio correto. Em tais circunstâncias, as mães precisam aumentar o consumo de cálcio. Aqui, além da saúde da mulher, o cálcio é essencial para a formação do esqueleto do feto e para a produção de leite. Nestes períodos, se a dieta for pobre em cálcio, o uso de suplementos é recomendado.

    No período pós-menopausa, além da maior necessidade, aparecem dificuldades na absorção desse nutriente e ofertas generosas como 2.000mg/dia estão sendo recomendadas pelos especialistas. A suplementação pode ser um meio de atingir as cotas recomendadas.

    A ação da luz do sol sobre a pele converte uma substância química naturalmente presente no corpo em vitamina D ativa. Esta, por sua vez é transformada nos rins em Calcitrol, hormônio responsável pela absorção do cálcio no intestino.

    A vitamina D é especialmente vital em períodos de baixa  ingestão de cálcio, já que ela aumenta a sua absorção no intestino. É importante lembrar que essa vitamina também deve ser mantida em quantidades normais no organismo, pois o seu consumo excessivo pode ser tóxico e resultar em uma perda acentuada de cálcio dos ossos. Além de banhos de sol em horários adequados, alimentos como ovos, fígado e leite enriquecido são boas fontes de vitamina D.

    O leite e seus derivados, de preferência com baixos teores de gordura, são as melhores fontes de cálcio na alimentação. O cálcio desse grupo de alimentos se encontra prontamente disponível para a absorção. No grupo das carnes, as melhores fontes são as sardinhas e salmão. Vegetais verdes e de folhas largas como brócolis, couve, repolho e folhas de mostarda também são boas fontes de cálcio.

    Novos estudos mostram que a importância do cálcio vai bem além dos ossos e das funções conhecidas.

    Ele ajuda a diminuir a pressão sangüínea em hipertensos e melhora o perfil das gorduras no sangue. Essas melhoras poderiam reduzir as doenças cardíacas em 20 a 30%.

    Um forte abraço
    Dr. Nataniel Viuniski
    MAB Herbalife Brasil

    Comentários Facebook

    comentários

    Tags do Post , ,

2 Responsesso far.

  1. NATHALIA disse:

    VOCE PODE ESMAGRECER COMENDO FRUTAS E VERDURA

  2. mansur disse:

    Apenas frutas e verduras, não.
    Nosso corpo tem outras necessidades que apenas verduras e frutas não resolvem.

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline